MEMBROS FUNDADORES E CURADORES

BEM-VINDO À FUNDAÇÃO DO DESPORTO

O desporto detém polivalência e impactos inegáveis a escalas diversas, da educação e formação, ao incremento de economias locais e regionais, bem como da sociedade em geral. Sendo o universo da alta competição desportiva um vetor particularmente relevante, a Fundação do Desporto surge da necessidade de dar resposta a um conjunto de fatores intrínsecos ao seu desenvolvimento.

Na qualidade de instituição de direito privado e utilidade pública a Fundação foi constituída, por escritura pública, a 25 de setembro de 1995, tendo como objeto social apoiar o fomento e o desenvolvimento do Desporto Português, particularmente, no domínio da alta competição. Este compromisso prende-se com o apoio a atletas, eventos nacionais e internacionais, realização de seminários e conferências, entre outras ações de promoção do desporto nacional.

Adicionalmente, a Fundação do Desporto coordena a gestão da Rede Nacional de Centros de Alto Rendimento e assume, ainda, a promoção internacional do desporto português, a partir de medidas de incentivo do COMPETE 2020, para que equipas, seleções e praticantes de desporto de alto rendimento, nacionais e internacionais, possam estagiar e preparar grandes competições nestas infraestruturas.

A instituição beneficia do suporte do Estado e dos seus Fundadores e Curadores, sinergia esta que desempenha um papel essencial, na medida em que potencia o campo de ação estratégica do Mecenas em prol da projeção do desporto nacional em território português e além-fronteiras.

MENSAGEM DO PRESIDENTE

A Fundação do Desporto tem importantes desafios para o futuro, no apoio à promoção e desenvolvimento do Desporto e na coordenação dos Centros de Alto Rendimento.
Tarefas aliciantes e exigentes que iremos procurar desenvolver, com o apoio do Estado, das empresas privadas, das Federações Desportivas, do Comité Olímpico de Portugal, da Confederação do Desporto de Portugal e Comité Paralímpico de Portugal.
Não será seguramente uma tarefa fácil, tendo em conta os antecedentes desta Instituição, as dificuldades financeiras e económicas do País, com os consequentes reflexos no tecido empresarial português.
Contudo, com rigor, determinação, criatividade e trabalho conjunto, julgamos poder ser possível levar este importante desafio por diante e contribuir para a afirmação do Desporto Nacional.

Carlos Manuel Marta Gonçalves

NOTÍCIAS