Este apoio vai ajudar-me a percorrer os circuitos nacional e mundial de Bodyboard. Sem estes financiamentos não conseguiria realizar este meu sonho de vencer mais títulos nacionais e internacionais e de competir ao mais alto nível mundial.

Teresa Almeida

A Fundação do Desporto tem sido um dos pilares fundamentais em que o C.A.R. do Pocinho se apoia. Para além de ser um parceiro estruturante e facilitador no desenvolvimento desportivo ao mais alto nível, tem contribuído através de uma coordenação exemplar dos Centros de Alto Rendimento, para a afirmação do Desporto Nacional.

Gustavo Duarte

ASKESIS: Sílvio Lima foi um mestre de rigor, largueza e profundidade científica e cultural. Depois de uma falsa partida no Curso de Medicina da Universidade de Coimbra, tranferiu-se para a Faculdade de Letras, vindo a ser professor auxiliar de Ciências Filosóficas. Na sequência da repressão da intelectualidade universitária, que incluiu o encerramento da Imprensa da Universidade de Coimbra, Sílvio Lima foi demitido e considerado inapto para a docência pública.  Dedica-se à escrita de uma trilogia sobre o desporto (“Ensaios sobre o desporto”, 1937; “Desporto jogo e arte”, 1938; “Desportismo profissional”, 1939).  No seu discurso, o desporto é, nuclearmente, soberania do espírito, o perfeito, o exemplar (moral e físicamente) e o conceito de askesis assume extraordinária proeminência, correspondendo a exercício, esforço, tensão. Ora, a designação de asceta era aplicada, na antiguidade helénico-romana, a todo o varão que se exercitava, se adestrava, se preparava para os jogos do estádio. Na sociedade portuguesa contemporânea, cabe à Fundação do Desporto a coordenação dos Centros de Alto Rendimento (Casas de Askesis).

Manuel João Coelho e Silva

A Maia tem sido um dos municípios que tem procurado contribuir para o desenvolvimento e reconhecimento nacional e internacional do desporto, apoiando, inequivocamente, o fenómeno desportivo na sua base e, igualmente, diversos atletas nacionais de renome internacional, acolhendo-os como seus.
Sabendo que um dos aspetos mais importantes do desporto atual envolve a aproximação cultural, social e económica, muitas vezes tão díspar entre regiões, países e nações, mas que em jogo obedece às mesmas regras, foi urgente encontrar o parceiro, capaz de permitir igualdade e equidade de oportunidades no desporto de alto rendimento.

A Maia, que tem no seu território um Centro de Alto Rendimento nas modalidades de Atletismo, Ténis e Ginástica e, também, como membro fundador, reconhece a Fundação do Desporto como uma entidade com enorme responsabilidade no desenvolvimento desportivo, reguladora dos Centros de Alto Rendimento em Portugal, na busca da excelência, da disciplina e da dedicação que se exige a este nível. Concomitantemente, lhe é associado um papel primordial na projeção internacional que tem promovido junto de diversas entidades, seja relevando as excelentes condições existentes para o treino do alto rendimento, seja na organização de eventos, palestras bem como, na disponibilização de meios financeiros e estruturais para o apetrechamento das instalações desportivas.

Um bem-haja pelo trabalho até agora desempenhado e pelo empenho que têm demonstrado nas relações tidas sabendo, com toda a certeza, que as gerações vindouras serão, porventura, mais ricas e quem sabe, com mais e melhores resultados desportivos.

António Gonçalves Bragança Fernandes

Com um  significado crescente na ação concertada com diversas entidades, públicas e privadas, e forte dinâmica de atuação, designadamente, na projeção e desenvolvimento do desporto e na gestão dos Centros de Alto Rendimento, a Fundação do Desporto constitui um paradigma referencial no âmbito do reforço das estruturas e valores associados ao universo do Desporto Português.

Para a Cosmos, é uma honra e um desafio integrar o Conselho de Fundadores e Curadores da Fundação do Desporto.

João Matias

Uma das principais missões da Fundação do Desporto é criar condições para a pratica e o desenvolvimento do desporto através de uma boa gestão dos Centros de Alto Rendimento. Para tal é absolutamente indispensável que as grandes empresas, nomeadamente, aproveitando a lei do Mecenato se disponibilizem a apoiar esta iniciativa de modo a que, cada vez mais, Portugal possa proporcionar aos seus atletas condições que lhes possibilitem representar o nosso País ao mais alto nível.

Manuel de Mello Breyner

Desde a sua criação, em 1995, que a Fundação do Desporto assume como compromisso a divulgação e promoção do desporto nacional, contribuindo para a afirmação e desenvolvimento do mesmo. A Sociedade da Água de Luso, do Grupo Central de Cervejas e Bebidas, enquanto membro fundador, associou-se a este propósito por considerar que existe um total alinhamento entre estes objetivos e os códigos de comunicação, da nossa Empresa e das nossas marcas, que têm no seu ADN a Portugalidade, a transversalidade e a inclusão social, a geração de emoções e de momentos de celebração assente num espirito de competição e de fair play.

A Fundação do Desporto, em 2013, ganha um novo reconhecimento, um âmbito mais alargado, com os centros de alto rendimento, competências e recursos, associada a uma nova equipa, profissional e dedicada, que tem vindo a concretizar o seu propósito, assente numa postura aberta, dialogante e apoiante, respondendo aos desafios das políticas públicas na área do desporto, promovendo a qualificação e o desenvolvimento de atletas de alto rendimento, participando e organizando eventos e conferencias relevantes para o Desporto, bem como a coordenação da gestão e otimização da rede Nacional  dos centros de alto rendimento.

Nuno Pinto de Magalhães

Numa sociedade crescentemente preocupada com o curto-prazo e com a otimização acelerada e desenfreada dos recursos disponíveis, é estimulante registar o compromisso da Fundação do Desporto com a gestão sustentada dos ativos que gere, numa ótica de promoção equilibrada e harmoniosa do processo de desenvolvimento em Portugal e no mundo da língua portuguesa.

Manuel Clarote Lapão

Enquanto presidente da mais antiga Federação desportiva nacional considero extremamente positiva a ação da Fundação do Desporto na dinamização e ajuda ao financiamento do Desporto. Reputo ainda de muito relevante o seu posicionamento enquanto entidade coordenadora a gestora da Rede Nacional de Centros de Alto Rendimento.

Delmino Pereira

Está provado que o sucesso está directamente ligado ao desporto! Assim, é fundamental para o desenvolvimento de um país que o desporto tenha a mesma importância que a matemática, por exemplo! Desta forma, considero o trabalho da Fundação do Desporto de extrema importância. Não só pela criação de mecanismos de apoio para que mais atletas possam elevar o nome de Portugal, como pelo apoio 360º para que o desporto português seja cada vez mais profissional e desafiante, quer através da gestão dos centros de alto rendimentos ou da promoção de conferências que abram o debate sobre a situação e o futuro do desporto nacional. Acredito na proatividade da Fundação do Desporto e tenho acompanhado o esforço que têm feito para que nós – atletas – possamos continuar a sonhar em nome de Portugal.

Nelson Évora

A Fundação do Desporto com visão no desenvolvimento e crescimento desportivo, contribui de forma direta na conquista de grandes resultados para o desporto Português. O apoio ao alto rendimento, a gestão da rede dos CAR entre outras iniciativas importantes, são uma base fundamental para criar e apoiar desportistas de sucesso.

Joana Schenker

A Fundação do Desporto, após a sua revitalização no ano de 2014, passou a integrar o patamar mais alto das instituições de natureza desportiva nacional. É de toda a justiça conceder-lhe o louvor merecido em virtude do reconhecimento público da sua importância quer ao nível da promoção e desenvolvimento do desporto português, sobretudo através do acompanhamento e apoio a atletas de alto rendimento, bem como, às suas respetivas federações e a eventos variados, á reflexão sobre vertentes diversas do mundo desportivo e ainda na otimização da Rede Nacional dos Centros de Alto Rendimento do nosso país.

Esperamos a continuação do vosso bom trabalho.

Bem hajam!

Rogério Jóia

A Federação Portuguesa de Ténis de Mesa tem, ao longo dos anos, trabalhado em conjunto com a Fundação do Desporto em três áreas fundamentais; apoio à organização de Eventos Internacionais, apoio ao projeto desportivo, e de apetrechamento do Centros de Alto Rendimento para o ténis de mesa em Gaia, e apoio a projetos de deteção e desenvolvimento de jovens talentos nacionais. As nossas candidaturas tem sido sempre recebidas e analisadas pela Fundação numa perspetiva construtiva e de colaboração com os nossos ideais, procurando enquadrá-los nos fundamentos do trabalho da própria Fundação. É neste contexto que afirmo que a Fundação do Desporto é hoje um parceiro essencial na persecução do projeto desportivo da própria Federação Portuguesa de Ténis de Mesa.

Pedro Moura

Na ausência de uma verdadeira politica desportiva, com particular falta de meios para a promoção e organização de eventos desportivos de referência internacional, na ausência, ainda, de parceiros privados, tem a Fundação do Desporto em grande medida substituído as entidades público-privadas num trabalho de qualidade, baseado na proximidade com os organizadores e promotores desportivos no nosso país.

A Fundação do Desporto, tem sido ao longo dos últimos anos, uma “alavanca” no desenvolvimento e promoção do desporto em Portugal.

Não poderia deixar aqui de destacar a trilogia; visão/capacidade de trabalho/forte liderança que a equipa liderada pelo Dr. Carlos Marta soube emprestar a esta instituição.

Rui Borges