• 13 Setembro, 2022

A Semana da Integridade Desportiva teve início esta segunda-feira na NOVA School of Business & Economics, em Carcavelos, evento organizado pela Sport Integrity Global Alliance (SIGA), com a qual a Fundação do Desporto tem uma parceria.
A cerimónia de abertura foi moderada por Pedro Pinto, CEO e fundador da Empower Sports, perante mais de 200 pessoas.
Franco Frattini, presidente da SIGA, apresentou uma mensagem por vídeo a partir de Itália, na qual afirmou que “ser presidente da SIGA representa os supremos valores da honestidade e transparência. Tendo a responsabilidade acrescida de defender o meu país como presidente do Supremo Tribunal, sinto que não posso continuar a ser Presidente da SIGA. Não estou preocupado com o futuro da SIGA, pois sei que quase tudo continuará a cair nos ombros do meu bom amigo Emanuel Macedo de Medeiros, que é o CEO”.
A judoca portuguesa Telma Monteiro recebeu a distinção SIGA Champion, um programa que visa permitir que os atletas sejam embaixadores da Integridade Desportiva, entregue pelo CEO da SIGA Global, Emanuel Macedo de Medeiros.
“Telma Monteiro é uma das grandes atletas do Portugal contemporâneo. Ela agora está neste grupo de campeãs da SIGA com lendas como a portuguesa Rosa, um verdadeiro exemplo de modéstia e integridade. Que grande campeã temos na Telma, uma mulher que nunca teve medo de um obstáculo e defende a Integridade!”, afirmou Macedo de Medeiros.
Telma Monteiro, por sua vez, disse sentir-se “honrada por estar aqui e ser campeã da SIGA. Espero poder divulgar os valores da integridade e do meu desporto, o judo, que devem ser a base de qualquer vida, seja atleta ou não.”
O presidente do Comité Olímpico de Portugal, José Manuel Constantino, considerou importante valorizar a pureza do desporto, que se deve manter inalterada, afirmando que “o olimpismo, no âmbito do seu conjunto de atividades, cerimónias, rituais e símbolos, assemelha-se muito a um âmbito de natureza religiosa”.
“O desporto é uma religião, tal como outros domínios da arte. Saúdo, por isso, a SIGA e saúdo todos aqueles que procuram, através da sua intervenção social, credibilizar a prática do desporto”, completou.
Daniela Bas, diretora da Divisão de Desenvolvimento Social Inclusivo das Nações Unidas, aproveitou as palavras de Constantino para mencionar que o desporto atinge todas as áreas da vida. A diretora da ONU destacou a importância de trabalharmos juntos, com integridade e confiança, para aproveitar o potencial do desporto para reduzir as desigualdades e criar empregos.
Na sua segunda presença em palco, Emanuel Macedo de Medeiros destacou a importância da Semana da Integridade Desportiva SIGA como o triunfo da resiliência sobre a complacência. Na sua mensagem de reconhecimento por todo o trabalho realizado – “juntos transformamos visão em ambição e ambição em realização” – destacou ainda a importância do trabalho que ainda falta fazer.
Seguiu-se-lhe João Paulo Correia, Secretário de Estado da Juventude e Desporto que afirmou que Portugal está fortemente empenhado na Integridade no Desporto e garantiu que está alinhado com a visão e missão da SIGA. tendo ainda tornado público um conjunto de medidas que pretende implementar nos próximos meses para promover a integridade desportiva e de género.
João Paulo Correia anunciou a vontade de “criar uma unidade técnica” que possa funcionar “de forma autónoma em relação às organizações desportivas”.
A intenção, explicou o responsável pela pasta do desporto, passa por garantir a transparência no desporto português nas mais diversas áreas, com maior incidência no futebol, realçando “a informação relacionada com a vida financeira, económica e desportiva das sociedades desportivas”.
“Queremos que quem queira investir numa sociedade desportiva tenha de apresentar um projeto de investimento”, clarificou.